Três documentos confirmam que viúva de Luís Grilo ia lucrar com a sua morte. Rosa quer retirar à cunhada a guarda do filho.

“Fui muito enganada. Sempre meti as mãos no fogo por ela, mas agora não tenho dúvidas de que [Rosa Grilo] tem alguma coisa a ver com a morte do meu irmão”. As palavras são de Júlia Grilo, irmã do triatleta Luís Miguel Grilo, assassinado em julho, em Cachoeiras, Vila Franca de Xira, que na semana passada encontrou mais um seguro de vida.

“Ela ia receber à volta de 400 mil euros com a morte do meu irmão”. Júlia está agora a tomar conta da empresa de informática. “Há um seguro que paga a casa na totalidade”, acrescenta.

Depois do desaparecimento de Luís Miguel Grilo, Rosa fez transferências de dinheiro da empresa para contas pessoais, segundo referiu Júlia Grilo, numa entrevista à SIC.

Todas as provas foram entregues à Polícia Judiciária. Júlia revelou ainda que Rosa Grilo voltou atrás na palavra no que diz respeito à tutela do filho de 12 anos. “Ela, no início, entregou-me o menino. Mais tarde, disse que a guarda era partilhada com o pai dela”. Rosa e o amante estão presos, indiciados pelo homicídio a tiro do triatleta.

Fonte: CM

(Visited 65 times, 1 visits today)

Comentários do Facebook