Piloto deixa uma filha de 17 anos. 

Filipa Gomes, de 38 anos, abordava domingo a curva VIP do autódromo do Estoril, Cascais, num troféu de motociclismo, quando se despistou “a baixa velocidade”.

Mas a piloto de motos “terá caído mal”, conta um amigo, e após quatro dias hospitalizada morreu quinta-feira no Hospital S. Francisco Xavier, em Lisboa.

O acidente, que já foi lamentado pela Federação Portuguesa de Motociclismo, ocorreu durante a Copa Dunlop Motoval, do campeonato nacional de velocidade.

O mesmo troféu e a mesma pista onde, em setembro do ano passado, o piloto Sérgio Leitão, de 40 anos, também morreu num acidente.

Filipa Gomes, que deixa uma filha de 17 anos, corria com o número 77, e após o despiste foi assistida “de imediato” pela equipa médica do circuito.

“É pessoal especializado e acreditado pelas federações internacionais de automobilismo e motociclismo”, disse ao CM fonte do socorro local.

Filipa Gomes ainda em fevereiro apresentou, nas redes sociais, a Team Filipa. Era conhecida nas motos pela boa disposição e sorriso.

Fonte: CM

(Visitado 26 vezes, 4 visitas hoje)

Comentários do Facebook