Mulher foi informada de que tinha um “distúrbio de comportamento” e que não se vestia “tradicionalmente”.

Nang Mwe San, uma médica de 29 anos, perdeu a licença para exercer após publicar fotografias em biquíni nas redes sociais. A mulher foi informada pelos superiores de que tinha um “distúrbio de comportamento” e que não se vestia “tradicionalmente”.

Apesar de se qualificar como médica aos 22 anos, em Mianmar, na Ásia, a jovem queria explorar também a carreira de modelo.

Após a partilha de fotografias das sessões profissionais em biquíni, o Conselho Médico de Mianmar ordenou que esta parasse de imediato com as imagens “atrevidas” publicadas na sua página de Instagram.

Ao recusar, a médica viu a sua licença anulada, uma vez que estava a ir contra a cultura tradicional de Mianmar.

“Aqui há tanto sexismo”, disse em entrevista ao jornal New York Times.

De acordo com Nang Mwe San, “eles não querem que as mulheres tenham posições mais altas. Eles julgam as mulheres pelo que vestem”.

“A sociedade não possui o corpo feminino”. Foi a mensagem deixada, esta semana, na sua conta de Instagram.

Nang Mwe San confessou que está feliz com o seu trabalho atual e que já ganhou mais como modelo do que alguma vez tinha ganhado como médica.

Fonte: CM

(Visitado 150 vezes, 1 visitas hoje)

Comentários do Facebook