Passageiro masturba-se em avião e ejacula na passageira ao lado

Assim que se deu conta do que estava a acontecer e pediu ajuda aos comissários de bordo

Vítima contou que acordou com o homem a puxar uma das suas mãos em direção ao corpo dele.

Um homem de 51 anos foi preso quando o avião em que seguia aterrou em Brasília, capital do Brasil, acusado de se ter masturbado durante o voo e ejaculado na passageira ao lado. O homem foi levado para a esquadra da Polícia Federal do Aeroporto Internacional Juscelino Kubitschek, em Brasília, e incriminado por importunação e atentado ao pudor.

De acordo com a vítima, uma passageira de 32 anos, ela e o homem entraram no voo da empresa aérea brasileira GOL na cidade de Belém, capital do estado do Pará, e foram acomodados por acaso na mesma fila, a 24, ao lado um do outro. A mulher afirmou aos agentes da Polícia Federal que, assim que o avião descolou de Belém acabou por adormecer, e só acordou quando o passageiro ao lado já a estava a importunar.

No relato, a vítima contou que acordou de repente a sentir que o homem ao lado estava a puxar uma das mãos dela em direção ao corpo dele. Antes de ter tempo de perceber o que realmente estava a acontecer e poder reagir, sentiu a mão toda molhada e, ao aproximá-la do nariz, identificou o cheiro característico de esperma.

Assim que se deu conta do que estava a acontecer e pediu ajuda aos comissários de bordo, instalou-se uma enorme confusão a bordo, com os outros passageiros manifestando repulsa ao ocorrido e revolta contra o homem. Membros da tripulação da GOL transferiram a passageira para um assento longe do agressor e escoltaram este durante o resto do voo, para impedir que ele fosse agredido.

O piloto da aeronave, avisado pela tripulação, comunicou o ocorrido à Polícia Federal. Quando o avião aterrou em Brasília, o piloto manteve as portas da aeronave fechadas até à chegada dos agentes, que detiveram o acusado e impediram que ele fosse alvo da fúria dos outros passageiros.

À polícia, o acusado negou veementemente ter-se masturbado e ejaculado sobre a passageira que o denunciou. Ele afirmou que teve um violento ataque de tosse e que, a certa altura, sem poder evitar, cuspiu sobre a pessoa que ia ao lado.

Em comunicado, a GOL lamentou o incidente a bordo de um dos seus aviões e elogiou as ações tomadas pela tripulação tanto para proteger a passageira molestada quanto para garantir a integridade física do acusado. Adiantou ainda que vai estudar medidas legais para impedir que o homem volte alguma vez mais a poder viajar numa aeronave da companhia.

≡≡≡≡≡⊕Ο•Ω•Ο⊕≡≡≡≡≡


ARTIGOS QUE POSSAM TER INTERESSE:
loading...
  X Fechar  

Comentar no Facebook ()

Por favor Entre ou Registe-se para comentar