Fortuna voa para um terço dos jogadores do Euromilhões

Por cá, o dinheiro também já arrastou alguns premiados para a infelicidade.

Prémios chorudos até já arrastaram um totalista para o crime.

Um terço dos premiados em lotarias acaba por perder a fortuna, refere um estudo da Universidade da Califórnia-Regents. No Reino Unido, a identidade que gere o jogo, a Camelot, estima que 44% perde a fortuna em cinco anos.

Por cá, o dinheiro também já arrastou alguns premiados para a infelicidade. Que o diga Adriano, de Espinho. Ganhou 375 mil euros no Totoloto nos anos 80 e perdeu-o em apenas dois anos. Ficou sem nada e tornou-se sem-abrigo.

Quem também estoirou o dinheiro foi João Gil. Ganhou 600 mil euros no Euromilhões em 2010 e gastou-o em strippers e jogo. Em agosto de 2013 foi autor de um crime macabro: matou a senhoria, Raquel Ribeiro, à facada, em Lisboa. Cumpre 22 anos de cadeia. Em Barcelos, Luís Ribeiro e Cristina Simões romperam o namoro quando a sorte lhes bateu à porta. Ganharam 15 milhões no Euromilhões em 2007, verba que dividiram, após uma longa luta judicial.

≡≡≡≡≡⊕Ο•Ω•Ο⊕≡≡≡≡≡


ARTIGOS QUE POSSAM TER INTERESSE:
loading...
  X Fechar  

Comentar no Facebook ()

Por favor Entre ou Registe-se para comentar