Filho bate em Sinéad O'Connor parte-lhe um tornozelo

Não há ninguém na minha vida além do meu médico, o meu psiquiatra, o homem mais querido do mundo, que diz que eu sou a sua heroína.

Cantora recorreu às redes sociais para contar a agressão de que foi alvo.

Sinéad O'Connor voltou a revelar um drama familiar com os fãs nas redes sociais. Desta vez, a cantora contou que o filho, de 30 anos, lhe bateu. "O meu filho de 30 anos bateu-me esta noite. No alpendre de casa dele. A sorrir. A namorada ajudou-o. Em frente ao meu filho de 13 anos", começa por revelar numa publicação colocada no Facebook esta madrugada e entretanto apagada.

Segundo a artista, a discussão terá começado quando esta defendeu o filho mais novo "que foi abusado durante toda a semana pelo meu filho de 30 anos e pela namorada". Sinéad colocou também uma imagem que, segundo a própria, mostra as agressões de que foi alvo.

O filho mais novo de O'Connor está à guarda do mais velho e da sua companheira, pelo que a cantora referiu ainda que os dois são "pais adotivos" abusivos: "Recebem 350 euros por semana por me terem roubado o meu filho sob falsos pretextos e mentiras (...). Por fim, mostraste aquilo de que és feito. Bateste na tua mãe. Agora tenho um tornozelo partido. Bom trabalho". 

A cantora vai agora levar o caso para os tribunais apresentando queixa contra o filho mais velho por "incitamento ao suicídio" e "alienação parental".

Sinead O’Connor fez apelo desesperado nas redes sociais este ano
Já em agosto deste ano a cantora tinha feito um apelo desesperado nas redes sociais. Sinéad O’Connor partilhou, na altura, um vídeo de 12 minutos que preocupou os fãs. A artista irlandesa, de 50 anos, apareceu nas imagens completamente desesperada onde revela que está a viver num motel em Nova Jérsia, nos Estados Unidos, confessando que está num estado "suicida".

"Não há ninguém na minha vida além do meu médico, o meu psiquiatra, o homem mais querido do mundo, que diz que eu sou a sua heroína. E isso é a única coisa que me mantém viva. O que é patético", dizia num dos momentos do vídeo.

A artista revelou ainda que sofre de três doenças mentais que "são como uma droga" e dedicou o vídeo aos "milhões de pessoas" que sofrem o mesmo que ela. Sinéad O’Connor luta há vários anos contra uma depressão e doença bipolar.

Há dois anos a cantora tentou suicidar-se com uma overdose de comprimidos.

≡≡≡≡≡⊕Ο•Ω•Ο⊕≡≡≡≡≡


ARTIGOS QUE POSSAM TER INTERESSE:
loading...
  X Fechar  

Comentar no Facebook ()

Por favor Entre ou Registe-se para comentar