Esconde criança raptada dentro do painel do carro

A operação começou quando os agentes mandaram parar um BMW X5, com matrícula marroquina

Menino foi encontrado pela polícia quando o raptor estava a tentar entrar em território espanhol.

A polícia encontrou um menino de 12 anos escondido dentro do painel de um carro, quando o raptor estava a tentar entrar em Espanha. A criança, que estava em posição fetal e usava uns calções velhos e sujos, foi descoberta com a ajuda de uma máquina especial que detetou o seu batimento cardíaco. O homem, de nacionalidade marroquina, foi preso pela Guarda Civil espanhola.

Segundo os media locais, um dos agentes responsáveis pelo caso disse que o menino foi encontrado num pequeno espaço entre o motor e o banco de passageiro de um BMW X5, na tarde de sexta-feira, na fronteira entre Marrocos e a cidade autónoma espanhola de Melilla, no Norte de África.

A polícia começou a revistar o carro e dirigiu-se ao painel de controlo com uma máquina que deteta batimentos cardíacos. Foi nesse compartimento que descobriram a criança, possivelmente de nacionalidade Guineense.  

As autoridades rasgaram o painel de controlo do carro e o menino, que contou ter sofrido dificuldades respiratórias e dormência nos braços devido à posição que foi forçado a adotar, recebeu assistência médica no local.

O raptor, um homem de 65 anos e de origem marroquina, foi preso pela Guarda Civil espanhola e está sob custódia até ser presente a um juiz nas próximas 24 horas.

"A operação começou quando os agentes mandaram parar um BMW X5, com matrícula marroquina, para inspecionarem o condutor do veículo e fiscalizarem os documentos de identificação pessoal e do carro", afirmou o porta-voz da polícia. "Pedimos-lhe para abrir o porta-luvas, mas nada foi encontrado. Até que um pequeno detalhe despertou a atenção de uma agente, quando este passou um detetor de batimentos cardíacos pelo carro", acrescentou.

≡≡≡≡≡⊕Ο•Ω•Ο⊕≡≡≡≡≡


ARTIGOS QUE POSSAM TER INTERESSE:
loading...
  X Fechar  

Comentar no Facebook ()

Por favor Entre ou Registe-se para comentar