Dezoito  portugueses e duas cidadãs brasileiras repatriados de Wuhan vão ficar em quarentena durante pelo menos 14 dias.

Depois de cerca de vinte horas de viagem entre a China e Portugal os repatriados foram divididos em dois grupos e colocados em “isolamento profiláctico” nos hospitais Pulido Valente e no Parque da Saúde de Lisboa.

Tanto os repatriados portugueses como as cidadãs brasileiras aceitaram de bom grado esta quarentena profiláctica, no entanto esta seria obrigatória por lei.

Foram feitas colheitas para analise no Instituto Ricardo Jorge e aguarda-se que ainda hoje se conheçam os resultados.

(Visited 195 times, 1 visits today)

Deixe o seu Comentário